LIKE THE MOON

29 04 2010

As I like touch the sky,

I’m like the moon…with Shine.

I’ve been through all phases

Was a child when new moon

An angel, who made crazies

A little girl, a woman soon.

I grew up in first quarter

And lived some of the spring

Sometimes I felt worst than better

But I followed all of my dream.

I’m strong and proud

Even when I’m not bright

In the third quarter, I see a cloud

But I can give a little light.

When I passed to the state flower

The full moon was in me

Two stars gave me the power

And now it’s different, all that I see.

If you look out the window

Many things you can see,

Birds, trees or a rainbow

But at night, you only see me!

Anúncios




CRIS

5 04 2010

A Vida começa com um choro,
Evolui com sentimentos e emoções,
Com mãos dadas, angústias guardadas e vidas cruzadas.
Desloca-se com cabeça, tronco e membros, com asas e com alma…
A Vida também morre. Morre por não Viver!
E quando morre uma Vida,
Está outra pronta a Nascer…
 
Corajosa, Caridosa
Risonha, Realista
Intuitiva, Inovadora
Sonhadora, sentimental.

CRIS, estejas onde estiveres, recebe um beijo neste dia especial!





Estações das nossas vidas

9 01 2010

Sou espírito aventureiro,

Sou alma que amanhece

O dia de hoje é como o primeiro

Com algo que me enriquece.

Meu coração derretido,

É mansidão de bravura

Tem noção do sentido

E ansiedade que perdura.

No silêncio do tempo

Ouço a cascata da idade

Sinto e vivo cada momento

Com muita jovialidade.

Sabe bem o calor do vosso abraço

O vosso olhar terno, com o qual enlaço.

Trocar palavras e sabedoria

Desfrutar da vossa companhia.

Passar Primaveras, chegar a Invernos

Sempre na companhia de amigos eternos. 

A Primavera despertará

O sol que nos lava a alma,

E a estima será

O vento que nos acalma.       

O Verão da minha vida é efémero

Mas jamais vou querer o Inverno

Será melhor abraçar o Outono,

E guardar esse tempo sem dono.

Movem-se lágrimas atrevidas

Contendo felicidade

Estou rodeada de vidas,

E de pura amizade.





Máscaras

9 01 2010

Todo o ano me enfeito

Conforme o bolso me deixa,

Posso até nem ter muito jeito

Mas quem interessa, não se queixa.

 

 

 

 

Finalmente chegou,

Chegou a hora de abolir…

Vou ver o que me calhou

E a rigor me vou vestir.

Dia do rir e brincar

Ninguém pode levar a mal

Desvairados a saltar

Só no dia do Carnaval.

Obrigatório mascarar

Seja de Santo ou Diabo

Com orelhas a enfeitar

Ou de cueca a ver o rabo.

Quero lá saber da vergonha

Quem a tem passa mal

Vou de certo mudar a fronha

E gozar este arraial.

“Vamos lá soltar a franga!”

Ouve-se por aqui e por ali

Se este país está de tanga

Porque não vestir bikini?

Deixem a música tocar

Vamos curtir até cair

Só queremos o esqueleto abanar

Para a máscara não escapulir.





Para vós…minhas filhas

9 01 2010

…Estou aqui!!!

…Estarei sempre…

Serei vossa sombra, para vos acompanhar,

amparar, orientar e eternamente Amar.

Nem sempre terão um presente delicado,

Nem tudo será consoante a vontade,

Nem tudo é sonho…é sim realidade!

Ouçam…

Estou aqui para vos falar…

 Meninas, parte de mim

Amor sem igual

Flores do meu jardim

Não há riqueza igual.

Respiro do vosso ar,

Sóis o meu sofrimento,

Dá gozo de tanto Amar,

No infinito do contentamento.





Minha Querida Mãe

9 01 2010

Poderei pedir mais do que tenho?

Certamente não peço.

Tenho…

 …Um anjo que me guia,

me aconchega e me guarda.

Que me dá o ombro para me amparar cada lágrima que cai,

Cada  mágoa que sinto. 

…Um colo que me pega.

 …Um abraço que me aperta contra o peito,

E medos não sinto.

 …Palavras tão dóceis,

Que me embalam no vento

E me levam no tempo…

 Poderei pedir mais do que tenho?

Certamente que não,

Pois tenho a minha querida Mãe que AMO profundamente,

E que nunca me larga a mão.

 Tanto Amor no meu peito

 Por ti  minha Mãe

 Ao dizê-lo fico sem jeito

 Mas digo-o e muito bem!!!





Memórias…

9 01 2010

Brinquei muitas vezes sem nada para brincar

sorri outras tantas com pouco para contar.

Também chorei e muita dôr senti

Tudo o que fiz, de nada me arrependi.

 

Tive asas mas não pude voar

Senti as nuvens mas não lhes pude tocar.

No meu roseiral eu já me piquei

e muito aprendi do que hoje eu sei.

 

Não é que isto tudo dá que pensar?

Ai o que eu já andei e o que tenho para andar…